Postagens do blog antigo [Junho/2008]

Futuro
Os dias passam rapidamente, é como se as horas se partissem ao meio. Não somos senhores do tempo e estamos à deriva nas águas da vida. As lembranças da infância, das brincadeiras e da inocência, ainda estão vivas na memória, e os sonhos para o futuro se mostram cada vez mais próximos. Não se pode controlar o tempo, e nem impedir o seu caminhar, mas é possível escrever nas páginas em branco do livro da vida, o futuro. A cada amanhecer, um novo começo, uma chance de mudar a história, de fazer com que as coisas aconteçam de um modo melhor, mais leve. Não se pode viver esperando que o mundo mude, que as pessoas mudem, pois, a mudança dos outros está intimamente ligada à mudança de cada um, em seu interior, respeitando a sua individualidade, sua essência. É importante que o ser humano, além de ter um coração, aprenda a ouvi-lo, respeitá-lo, para que o mundo possa, enfim alcançar a tão sonhada paz.

Sem título

Como compreender o amor? Sentimento que vem sem avisar e faz com que aquele estranho sonhador seja agora a razão do seu respirar… Como posso explicar? De onde veio, quando chegou? Só sabe quem já amou….

 

Como esquecer o amor

Quando ele passa a lhe ferir? Eu só quero voltar a ser sonhador, só quero voltar a sorrir…

Ao meu amigo

Amigo, meu querido amigo… Em ti, eu sempre esperei, acreditei que fosses meu abrigo… Todos os segredos lhe revelei. Todos os sorrisos e as juras, prometemo-nos a eternidade… Agora resta-me apenas amarguras e os retratos de nossa amizade. E se hoje ainda espero, que tudo volte, como antes, é porque o sentimento é mais sincero que o amor de tantos amantes…

Frio

Minhas mãos estão geladas e sinto sono. Não queria estar aqui, queria que tudo fosse diferente mas, diferente como? Quando me faço esta pergunta, não consigo encontrar as respostas… É engraçado pois, como dizem, tenho a faca e o queijo nas mãos, mas ainda não aprendi a cortá-lo. Tenho a vida pela frente e um mundo de opções, mas não consigo encontrar o caminho que quero seguir… Busco uma saída, tento criar uma válvula de escape, mas não funciona. Passo o meu tempo tentando encontrar as respostas e tudo o que eu encontro é uma incrível confusão interior.

Palavras vazias

 São as palavras vazias. Elas enchiam nossos corações e nos traziam alegrias. São as palavras vazias. Eram elas que nos faziam acreditar que tudo mudaria. As palavras vaziam saem dos lábios, mas não sabem qual é o caminho que faz chegar ao coração. A culpa é toda delas, das palavras vazias. Tudo o que eu quero é dormir em paz, não quero mais ouvir suas palavras, palavras vazias.

Qual de nós?

E qual de nós será o primeiro a dizer adeus? Qual de nós vai rasgar as fotos e queimar seus pedaços? Qual de nós vai abrir mão dos sonhos, dos olhares e do silêncio que tudo diz? Qual de nós será o primeiro, o primeiro a abrir mão de ser [e fazer] feliz?

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: