Postagens do blog antigo [Maio/2009]

O fim das livrarias?

No dia 25 de maio de 2009 foi publicada, no caderno Link do Jornal O Estado de São Paulo, uma matéria de Lucas Pretti, sobre a facilidade gerada pela Internet, com a qual todos podem produzir conteúdo literário e divulgar na rede.

A leitura dos livros publicados na Internet, os e-books, têm se tornado cada vez maior.

Esse aumento trouxe à tona a seguinte questão: “Será que o futuro das livrarias é o mesmo das lojas de CDs? Tornar-se vazias?”

A matéria traz a opinião de figuras como Jeff Bezos (presidente da Amazon) e Pipol (co-fundador da Cronopios). Ambos acreditam no aumento da leitura dos e-books .

Para mim, eterna devoradora de livros, as livrarias e a leitura via Internet podem [e devem] coexistir perfeitamente. O computador é útil em momentos onde é necessária a praticidade que o mesmo proporciona, como viagens por exemplo. Porém, nada substitui o prazer de se sentar e ler um bom livro, tendo contato com o papel impresso, sua textura, seu cheiro.

 

(re) construindo a vida

Levanta, olha pra frente e segue. Nessa vida você precisa ter a consciência de que, por mais que você viva rodeado de amigos e pessoas que te amam, só você pode lutar pelos seus sonhos, pelas coisas que realmente te importam. Todos nascem com a mesma capacidade, a única diferença é que uns lutam e outros desistem na primeira dificuldade. Ninguém disse que seria fácil. O importante é ter em mente seus planos e saber que, se ainda não deu certo é porque tem algo melhor em frente. Seja livre, seja digno, seja FELIZ e tenha paz, dentro de você, por você.

 

Leiam, por favor

Eu andei pensando e, decidi fazer um post para esclarecer uma coisinha: Muitas pessoas acham que eu sou alguém triste, porque lêem as coisas que eu escrevo. Mas assim, todas as pessoas que escrevem acabam adotando um determinado estilo. Cito, por exemplo, a Florbela Espanca, que tinha um jeito muito parecido com o meu. Mas é só isso, eu não consigo escrever de outro modo.

Eu penso muito nas questões mundiais, sabe? Eu penso sobre a miséria humana, penso sobre as maldades que fazem com os animais, penso sobre os sentimentos e observo que a maioria das pessoas não se preocupa mais com sentimentos, nem com os próprios e nem com os dos outros. E eu faço disso a minha luta: Tentar fazer com que as pessoas vejam a importância de valorizar as pessoas e o mundo em que vivemos.

Muitas vezes eu acabo ficando realmente triste, porque eu queria viver em um mundo melhor e queria poder confiar em todas as pessoas, mas isso não significa que eu seja alguém depressiva ou com problemas psicológicos. Quem me conhece pessoalmente não deveria ter dúvidas disso, mas enfim.

Eu não tenho o que falar, então eu calo

Sinta o prazer de viver em harmonia com a natureza

Com o ser humano e com você mesmo. Seja livre, seja digno, seja feliz. Não permita que preconceitos façam parte da sua vida. O amor é livre para acontecer dentro de qualquer coração e a natureza tem o direito de ser preservada e respeitada.

Sei que parece demagogia mas, sim, somos todos iguais. Ninguém tem o direito de julgar ninguém e nem de se sentir superior a alguém só por ser diferente.

 

Caminhar

Sempre com a certeza de que tudo acontece por algum motivo maior. Não é certo brigar com a vida toda vez que algo não sai como foi planejado porque, de uma forma ou de outra, no fim, tudo sempre acaba bem.

 

Uma triste conclusão

Eu sempre defendi as pessoas, sempre disse que acreditava que existia gente boa. Tá, talvez exista! Mas está cada vez mais difícil de encontrar. Infelizmente, cheguei à conclusão que, neste mundo quase não tem mais espaço para as pessoas que pensam nos outros, para as pessoas que querem fazer a coisa certa. Eu quero dizer que eu cansei, é, exatamente isso, eu desisto de tentar ser legal porque isso não está me levando a lugar algum. Estou cercada de pessoas interesseiras, acomodadas que, por não terem capacidade de se bancar sozinhas, sugam toda a nossa energia, toda a nossa boa vontade. Cansei de ser a amiga quebra-galho, que está sempre ali para dar uma forcinha com aquele trabalho que você não fez porque não quis, cansei de ser a amiga que empresta dinheiro e que nunca recebe de volta, cansei de ser a amiga idiota. Todo mundo nasceu com a mesma capacidade, a única diferença é que uns se esforçam e os outros não. Eu demoro a desistir das coisas, mas, quando eu desisto é definitivo. E hoje, eu desisti.

 

Sempre admirei quem sabe desenhar

Imagino que seja tão maravilhoso poder criar um personagem, escolher seu rosto, a cor e o formato de suas roupas, sua identidade….

Eu nunca soube desenhar. Na verdade eu sou um tanto quanto descoordenada para qualquer atividade que exija algum controle físico, é fato.

Foi então que eu me apaixonei pela escrita, por esse universo maravilhoso que é o das palavras. Descobri que, com algumas palavras e um pouco de imaginação, eu posso dar vida a tantos personagens quanto quem desenha…

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: