Postagens do blog antigo [Março/2009]

Quem não se comunica

Ainda existe bondade e consciência entre as pessoas, mas, muitas vezes, o fato de fazer [ou querer fazer] parte de algum grupo faz com que o indivíduo passe por cima de seus princípios, de seu caráter e, mesmo sabendo que está agindo de maneira errada, a necessidade de aceitação faz com que ele não dê ouvidos a razão, ao próprio coração. Cada pessoa é livre para agir da maneira que preferir e ninguém tem o direito de tirar essa liberdade. É claro que existem divergências, porém, o mundo só será um lugar justo quando houver respeito mútuo, onde as pessoas não precisem fingir, omitir e envergonhar-se do que realmente são. O pré-conceito está livre por ai, impedindo que novos horizontes sejam conhecidos, impedindo a vivência de novas experiências, quem não se comunica, se limita, já dizia algum sábio, incompreendido provavelmente.

 

A paz

A paz não é algo que eu consiga definir, e talvez não possa ser definido por ninguém, mas ao mesmo tempo, por todos. Cada um sabe qual o seu pedaço de paz, mas são poucos os que o alcançam. Há quem tenha paz sozinho, ou quem precise de companhia, há quem busque a paz dentro de si ou quem procure artifícios para encontrá-la. Paz é um estado de espírito e, para mim, estar em paz é estar bem, comigo e com as pessoas que eu quero bem, pois, o mundo pode desabar lá fora, mas aqui dentro, deve haver uma estrutura forte. Outra emoção que me intriga é a felicidade, antigamente eu acreditava que, ser feliz era conquistar as coisas que eu sempre quis e, cada nova vontade se tornava “o motivo da minha felicidade” hoje eu percebo que, felicidade não existe. O que existem são momentos felizes mas, ninguém consegue ser completamente feliz, e é exatamente isto que nos estimula a continuar, vivemos essa busca contínua pela felicidade e assim não paramos no tempo, e assim, temos vontade de viver…

 

Eu só sei que nada sei

É incrível como a vida sempre gira. Gira e volta-e-meia trás consigo algumas das sensações mais saborosas, e ai, por alguns instantes você sente como se tudo tivesse voltado ao normal, como era antes. Pena que é por um período de tempo tão curto e, num piscar de olhos você mergulha novamente naquela realidade e percebe que está ali, sozinha.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: