Postagens do blog antigo [Outubro/2008]

Misturar

Eu queria ser vento, vento que leva o alívio, que leva o perfume das flores. Eu queria ser água que mata a sede, que mata a seca. Eu queria ser prosa, poesia que leva a beleza aos ouvidos. Eu queria ser menina, para ter dentro de mim a inocência e a pureza. Queria ser velhinha para ter a sabedoria, a experiência. Queria ser mulher, para ter o encanto, a malícia. Queria ter a palavra certa para levar o consolo. Queria ter a luz nos meus olhos e que ela não se apagasse com as desgraças do mundo. Eu queria ter paz e saber como transmiti-la. Eu queria ser eu mesma e tudo isso. Tudo numa coisa só, tudo dentro de mim…

 

Pequenina

Não chores mais minha menina. Não é tão simples dizer adeus, mas os sentimentos você deve controlar. Cale o grito que sufoca sua garganta, seque suas lágrimas, mas por favor pequenina, não chores mais. É hora de crescer. Corte as amarras, livre-se das influências e, por favor, não chores mais. Aprenda a ser forte, sua dor você pode controlar. É sozinha que se aprende que nesta vida não se precisa de nada além de ti mesma, para poder superar.

 

Alguns anjos têm asas negras

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: