Como diria o mestre Cazuza…

Não acho que viver seja difícil, pelo contrário, adoro estar viva e ser eu, porque eu ainda consigo dar valor para pequenas coisas, como sair de casa e sentir um ventinho perfumado no rosto ou caminhar na Avenida Paulista em uma tarde gostosa de outono. Mas acho que as pessoas complicam a própria existência. Não entendo por que os seres humanos gostam tanto de competir, mesmo quando não estão praticando nenhum tipo de esporte. Gente, seria tão mais gostoso poder viver em harmonia, sem a sensação de que estão falando mal de você pelas costas ou tentando te prejudicar enquanto sorriem para você. Outra coisa que eu não entendo é a desvalorização do próprio corpo, dos próprios sentimentos. Não vejo sentido em sair de casa pensando em quantas pessoas vou “pegar” ou viver alucinada sexualmente me preocupando mais com a quantidade do que com a qualidade. Como diria o mestre Cazuza: – Eu quero a sorte de um amor tranquilo. Tenho dito com certa frequência que eu trocaria fortunas por um pouquinho de paz, e é verdade. Acho que não existe sensação mais gostosa no mundo do que a tranquilidade. Estar bem com as pessoas que você ama, ter um trabalho bacana que pague suas contas e te proporcione um pouco de conforto, ter amigos incríveis que salvam os seus finais de semana… Ser feliz.

E para vocês, todo o amor do mundo!

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: