Olho no espelho

É como se eu pudesse ver cada marca que a vida me deixou. Posso ver claramente os hematomas causados pelas decepções. Cada corte aberto representa um sonho que tive que deixar para trás.

Percebo olheiras profundas sob meus olhos que já não brilham. Lágrimas brotam de cada um deles ao notar que posso ver meu coração… Ele bate lentamente, com dificuldade, e dói a cada movimento. Existem remendos, por onde sangra e, mesmo assim, faltam-lhe alguns pedaços…

Por vezes, sinto dificuldade para respirar, é como se faltasse o ar. Não gosto do que vejo, não é isso que eu quero para mim. Tenho vontade de acabar com tudo, mas a covardia faz com que eu desista.

Então, puxo o ar com força e lavo o rosto com cuidado, pois a cada toque a dor fica mais intensa. Escolho uma nova mascara e a posiciono sobre as feridas. Nela, há um sorriso estampado.

E então, eu acordo: já é um novo dia.

Anúncios
  1. Nos últimos meses mal tenho conseguido acordar… Os únicos momento em que tenho tido forças reais é enquanto durmo, nos sonhos.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: