Intensidade

O sentimento cresceu. Indomável. Quase pude senti-lo a quebrar cada vértebra, cada osso, ao ganhar uma proporção fora do comum, dentro de mim. Meu corpo já tão cansado, surrado pela violência dos rompimentos, cedeu. Já não havia mais espaço, nem remédio. Foi se espalhando pela corrente sanguínea, ganhando cada membro, cada milímetro do meu –eu. Me fazendo esquecer medos, angústias. Por não conseguir controlar o que sentia, entreguei-lhe meu coração. Músculo exposto – imperfeito e cheio de ânsias pela vida. Pude ver que já batia além de mim. Abri cada parte, contei-te meus segredos, meus sonhos. Mostrei-te cada ponto fraco, cada parte sensível. Dividi-me para somar, multiplicar, para espalhar por toda parte e sufocar de tanto amor. Inebriante sensação de perder-se para se encontrar, de pular com os olhos fechados, de dar a mão e deixar-me levar, não sei como, nem prá onde.

 

 

 

Anúncios
  1. sua sensibilidade e seu talento é incrível, adoro as suas linhas…parabéns *-*

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: