Arquivo para novembro \16\UTC 2012

dias difíceis

Com o tempo, compreendemos que são poucas as pessoas que realmente se importam com o que sentimos. Então, passamos a disfarçar nossas dores. Aprendemos a sorrir, mesmo quando a maior vontade é chorar e desistir de tudo. Aprendemos a silenciar e isso já não nos machuca. E assim, dia após dia, o mundo se torna mais individualista, mais frio. Foram dias difíceis, extremamente cansativos – intelectualmente, é claro. Etapas chegaram ao fim, decisões foram tomadas, e eu continuo aqui – só Deus sabe em que estado – tentando aprender a ignorar que, muitas vezes, só queria que se importassem, que sentissem…

%d blogueiros gostam disto: