dias difíceis

Com o tempo, compreendemos que são poucas as pessoas que realmente se importam com o que sentimos. Então, passamos a disfarçar nossas dores. Aprendemos a sorrir, mesmo quando a maior vontade é chorar e desistir de tudo. Aprendemos a silenciar e isso já não nos machuca. E assim, dia após dia, o mundo se torna mais individualista, mais frio. Foram dias difíceis, extremamente cansativos – intelectualmente, é claro. Etapas chegaram ao fim, decisões foram tomadas, e eu continuo aqui – só Deus sabe em que estado – tentando aprender a ignorar que, muitas vezes, só queria que se importassem, que sentissem…

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: